segunda-feira, outubro 12

Argentina...

Em março deste ano fui à Argentina, fiquei por lá quinze dias, e foi muito, muito gostoso. Buenos Aires é simplesmente fantástica... eu já conhecia, mas desta vez me apaixonei perdidamente. Cada prédio, nossa. Que arquitetura, escandalosamente linda. Tirei muitas fotos:







Os argentinos são gentis, fui muito, muito bem tratada. E tive encontros maravilhosos. Conheci músicos e pessoas incríveis. Nâo daria pra escrever tudo e todas as emoções que senti. Visitei o Museu Alba, como vcs podem ver abaixo:


Aqui, o cantor Fábio Cadore observa uma obra




Fabio, Roberta, Anita, Sidney e Renata

Que emoção ver de perto um quadro da minha querida Frida Kahlo

Participei de cinco shows ao lado do grande violonista carioca e excepcional ser humano Rogério Souza, do violonista Diego Capaccioli e do grupo de choro argentino Pibes Choros. Pois é, a argentina tem grupos de choro, mais de um. Os Pibes Choros são muito especiais e talentosos. Foi uma delícia trabalhar com eles. Nas fotos abaixo, nosso show na Embaixada do Brasil na Argentina:




Fizemos também show e oficinas no Espaço Greyk:

Meus alunos de pandeiro:


Com o violonista Pepe Luna:


E em La Plata, cidade espetacular - a cada quatro quadras tem uma praça, já imaginaram? Também ministramos oficinas e depois nos apresentamos no gostoso bar La Mulata:
Julia e o gato Tango







Pois bem. Conheci muitos grupos ótimos e reencontrei amigos queridos, como o baixista Willy Gonzalez. Pela minha grande falta de tempo até hoje não pude comentar sobre os discos que trouxe de lá. Vou só fazer uma pequena citação, pra não passar em branco:

* Confesión del viento - Liliana Herrero - Conheci Liliana aqui em SP, num projeto do Arismar do Espírito Santo e da Eni Cunha, há alguns anos. Fiquei apaixonada por ela, que cantora maravilhosa. Infelizmente desta vez na Argentina não consegui encontrá-la. Mas não posso deixar de citar este disco, um dos que mais gosto. Na foto, Liliana, eu e a produtora e amiga querida Eni Cunha. Luis Carlos Borges ao fundo.

* Danzas del Viento - da cantora Marcela Passadore . Ela, na foto aqui comigo, com o pianista Sidney Ferraz, com o baixista Rogério Botter Maio e com o clarinetista argentino mais-que-querido e talentoso Martin

* Trio de Câmara, tangos - de Leo Sujatovich

* Néstor Basurto - La vieja Ausencia - Fui gravar uma faixa no cd do grupo de choro Pibes Choro, no estúdio do Néstor. Descobri que ele era cantor, pedi pra ele me mostrar alguma música dele, e ele me deu este Cd. Que voz belíssimaaaaa. Fiquei encantada. Além de excelente cantor, ele é um grande violonista, e tem um grupo chamado Quinteto Ventarrón, que também tem um CD maravilhoso: Tango & Guitarras.

* Como va Todo - Javier Cohen - passei uma tarde maravilhosa na casa deste violonista, queridos demais.






* Willy Gonzalez trio - Verse Negro - Conheci este baixista maravilhoso em Curitiba em janeiro de 2009, quando demos oficina lá. Pois bem, ele tem vários e lindos discos. Este é apenas um deles. Acho que também já comentei aqui sobre o trabalho dele com a cantora Micaela Vita. O CD é deslumbrante, ela é o máximo, tem uma voz lindíssima, e arrasa mesmo. Produzi um show deles aqui no bar Ao Vivo há uns dois meses. Fiquei estarrecida com a beleza do trabalho dos dois. O público estava seletíssimo, praticamente só músicos: Sergio Assad, Beto Amik, Benjamin Taubkin, Walter Pinheiro, Carla, Mayara Moraes e eu, que participamos do show, etc.





A próxima foto foi no aeroporto, na volta, quando descobri que tinha que pagar uma fortuna de excesso de peso da mala, que estava recheada de vinhos e alfajores da Havana ;-)

Bom, fora tudo isso, fizemos muitos passeios, fomos a muitos shows, festas, etc. Abaixo mais algumas fotos:
Na casa da Anita, amiga querida que nos recebeu de braços abertos:




Com a Diana, pessoa maravilhosa que nos levou por um delicioso tour na noite portenha. Na primeira foto, vejam o escandaloso prato do restaurante Pippo, no Centro (uma espécie de Sujinho aqui de SP ou de Capela do Rio):




Em breve Argentina dois, a missão!

1 Comments:

Blogger Bruno Ribeiro said...

Eu não acredito que você foi no Pippo!!! É o meu botequim preferido em BAs! Pena que perdi o endereço. Você se lembra, amore? Estou indo pra lá ano que vem e queria revê-lo. Besos.

novembro 01, 2009 9:29 AM  

Postar um comentário

<< Home